CHULN com nota máxima no aleitamento materno

sexta-feira, 05 agosto 2022 10:39

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte é um Hospital Amigo dos Bebés, certificação renovada pela UNICEF em 2019. Além de todos os serviços envolvidos, da Obstetrícia à Pediatria, a Comissão do Hospital Amigo dos Bebés do CHULN acompanha de perto a avaliação nesta área, onde a promoção do aleitamento materno é fundamental. Um indicador que lhe valeu nota máxima numa avaliação do regulador.

 

Numa altura em que se assinala a Semana do Aleitamento Materno, a Comissão, constituída pela médica Graça Oliveira e pelas enfermeiras Claúdia Milhinhos e Mariana Ferreira, lembra os cursos certificados pela UNICEF que são dados aos profissionais do CHULN e do exterior sobre este tema, com o apoio do Centro de Formação, e todo o trabalho desenvolvido no hospital que levaram a que o CHULN tivesse nota máxima no último relatório do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde/Entidade Reguladora da Saúde no que diz respeito ao indicador Aleitamento Materno Exclusivo.

 

A amamentação ou aleitamento materno tem diversas vantagens para o bebé e para a mãe, quando comparado com o aleitamento artificial:

 

Vantagens para o bebé:

 

  • O leite materno adapta-se nutricionalmente às necessidades do bebé, as quais variam de acordo com o tempo de vida.
  • É de fácil digestão/absorção e melhor tolerado, o que reduz o risco de cólicas, diarreia, desidratação, regurgitação e prisão de ventre.
  • Diminui o risco de obesidade infantil.
  • Contém substâncias protetoras contra infeções e alergias e reforça o sistema imunitário.
  • Reduz o risco de aparecimento de algumas doenças crónicas na idade adulta, como a diabetes, doença cardiovascular, e doença inflamatória intestinal.
  • Reduz a probabilidade de hospitalização do bebé.
  • Reforça o vínculo afetivo entre mãe e filho.
  • Contribui para o desenvolvimento adequado da musculatura da boca do bebé.

 

Vantagens para a mãe:

 

  • Promove a contração do útero, reduzindo o risco de hemorragia após o parto.
  • Facilita a perda de peso após o parto.
  • Promove a vinculação ao bebé e reforça a autoestima.
  • Reduz o risco de cancro da mama, do ovário e de osteoporose.
  • É económico e ecológico. Está sempre pronto e na temperatura certa.

 

Por todos estes motivos, a amamentação é recomendada pelas principais instituições científicas nacionais e internacionais, desde a primeira hora de vida e até pelo menos aos 6 meses.