Serviço de Gastrenterologia e Hepatologia

Informação Geral

Direção

Diretor: Prof. Rui Tato Marinho

Enfermeiros-Chefes:

Enfª Isabel Tavares  - Gastro
Enfª Eugénia Valadas  - Unidade Técnicas de Gastro
Enfª Dulce Freitas - Hepatologia

 

Administrador Hospitalar: Dra. Susana Martins

Localização

 

Caraterização do Serviço

Somos 150 profissionais de saúde, 37 médicos (apresentação. (nomes)

Capacidade para formar gastrenterologistas e hepatologistas pela Ordem dos Médicos

Certificado pelo European Board of Gastroenterology and Hepatology

Actividades principais:

  • Assistência Médica
  • Ensino médico (Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa)
  • Investigação (hepatite C, carcinoma hepatocelular, esteatose hepática, doença inflamatória intestinal, técnicas endoscópicas)

 

 

O Serviço de Gastrenterologia e Hepatologia é o de maiores dimensões, na área da sua especialidade de Portugal.

Nele trabalham cerca de 150 profissionais.

Damos assistência a:

  • 1500 doentes internados por ano
  • 25000 exames realizados na Unidade de Técnicas de Gastrenterologia
  • 25000 doentes assistidos em Consulta Externa

 

A nossa Missão é baseada em três pilares fundamentais:

  • Assistência Médica aos portugueses que nos procuram, dentro dos padrões do mais elevado profissionalismo na busca da máxima qualidade e eficiência. 
  • Ensino aos alunos da Faculdade de Medicina ao longo dos vários anos (3º, 4º, 5º e 6º ano), médicos em treino da especialidade de gastrenterologia (internos), outros profissionais.
  • Investigação científica no sentido da identificação de novos tratamentos para melhoria dos cuidados a quem sofre de doenças do aparelho digestivo.

 

Somos Experts em várias áreas:

  • Doenças hepáticas no geral
  • Doença hepática associada ao álcool
  • Hepatite C
  • Hepatite B
  • Esteatose hepática
  • Cancro do fígado (carcinoma hepatocelular)
  • Hemorragia digestiva
  • Doença Inflamatória Intestinal (Crohn, Colite ulcerosa)
  • Cuidados Intensivos em gastrenterologia e hepatologia
  • Cancros digestivos (esófago, estômago, pâncreas, cólon e reto, fígado)
  • Doenças do pâncreas
  • Endoscopia em Pediatria

 

Alguns factos e números que traduzem o nosso âmbito de ação

  • 3 doenças no Top 10 da mortalidade portuguesa (cancro do estômago, doenças do fígado (cancro e cirrose hepática), cancro do cólon e reto.
  • 1/3 de todos os cancros nacionais
  • Cancro Digestivo: 10000 mortos/ano, 10% mortes dos portugueses. 
  • Os grandes cancros – Big Five)  (esófago, estômago, cólon, Fígado, pâncreas)
  • 3 dos cancros mais mortais com incidência crescente (fígado, pâncreas, cólon)
  • 15000 - 20000 portugueses com doença inflamatória intestinal, colite ulcerosa e D. Crohn, afectando a idade média da vida (40-50 anos)
  • 1 milhão com intestino irritável, 2 milhões com  obstipação, 3 milhões com Doença de Refluxo, 
  • Mortalidade por rotura de varizes do esófago, 25%, uma das situações mais mortais no contexto de emergência 
  • 10.270 novos cancros do Cólon/ano, 6974 com  cancro da mama. 6609 com cancro da próstata.
  • A CPRE e a colonoscopia têm hipóteses de proporcionar tratamento para o cancro do Pâncreas e do cólon e recto.
  • Orgãos dos quais cuidamos (esófago, estômago, duodeno, intestino delgado, intestino grosso (cólon) fígado, via biliar, vesícula biliar,  
  • 7 milhões de portugueses com helicobacter pylori
  • Três causas de morte no Top Ten da mortalidade em Portugal (cancro do cólon e reto, cancro do estômago, doença hepática (cirrose, cancro do fígado)
  • Cinco cancros do Aparelho Digestivo (cólon, estômago, esófago, fígado, pâncreas)
  • O cancro digestivo constituiu cerca de um terço de todos os cancros
  • O cancro digestivo é responsável por cerca de 10% das mortes de todos os portugueses
  • Dois dos tumores de pior prognóstico (fígado, denominado 
  • Outras doenças muito frequentes: obstipação (20% da população), doença de refluxo (30% da população), diarreia, obstipação, doença hemorroidária, hepatite C, hepatite B, consequências do consumo excessivo de álcool, fígado gordo (esteatose), litíase da vesícula, intestino irritável (30% da população: diarreia, dor abdominal, obstipação), doença inflamatória intestinal (colite ulcerosa, Doença de Crohn, 15-20.000 portugueses)
  • 100.000 portugueses vão surgir com cancro do cólon nos próximos 10 anos.

 

Um terço dos portugueses vai precisar na sua vida do gastrenterologista

  • INFOGRAFIA GERAL
  • Pâncreas
  • Cirrose e Cancro
  • CCR

 

Recursos Humanos

150 Profissionais saúde
37 Médicos
59 Enfermeiras
35 Assistentes operacionais
12 Assistentes Administrativos
1 psicólogo

História

O Serviço autonomizou-se da Medicina Interna em 1992.

Os seus profissionais têm acompanhado todas as inovações no campo das doenças do Aparelho Digestivo ao longo dos anos.

Diretores:

  • Prof. Pinto Correia
  • Dr. António Saragoça
  • Prof. Orlando Bordalo
  • Profª. Estela Monteiro
  • Prof. M. Carneiro de Moura
  • Prof. José Velosa
  • Prof. Rui Tato Marinho

 

Fotografias Antigos Presidentes

 

Unidades Funcionais

UCIGE

Tem cinco camas

Interna cerca de 220 doentes por ano: hemorragia digestiva, pancreatites graves, sepsis/colangite, cirrose descompensada, hepatite fulminante, etc.

 

Hepatologia

A Unidade de Hepatologia foi criada em 1989. Tem 9 camas, sendo a única Unidade do País do seu género.

Interna doentes com cirrose hepática, cancro do fígado (carcinoma hepatocelular), hepatite autoimune,hepatites tóxicas,etc. A causa principal de cirrose hepática em Portugal é o consumo excessivo de álcool.

A causa principal de internamento é a cirrose descompensada (ascite, encefalopatia, hemorragia digestiva).

Na Unidade de Hepatologia também se executam biopsias hepáticas.

Interna cerca de 450 doentes por ano.

 

Gastrenterologia

Unidade com 21 camas, com cerca de 900 internamentos por ano. 

 

Unidade de Técnicas de Gastrenterologia

Aqui se realizam cerca de 30 000 exames por ano.

Aqui trabalham enfermeiras, assistentes operacionais, 3 assistentes administrativas

Exames Realizados:

  • Endoscopia digestiva alta, laqueação de varizes, esclerose, próteses
  • Colonoscopia (polipectomia, próteses, mucosectomia)
  • Unidade Biliar (CPRE-) colangiopancreatografia retrógrada em endoscópica, próteses.
  • Ecografia abdominal
  • Ecoendoscopia
  • FibroScan (elastografia hepática transitória)
  • Cápsula endoscópica
  • Impedanciometria, pH, manometria esofágica
  • Biópsia hepática transjugular
  • PEG – gastroenterostomia endoscópica percutânea

 

Consulta Externa

Aqui se realizam cerca de 25.000 Consultas por ano.

Consultas: gastrenterologia geral, hepatologia, hepatites víricas, pâncreas, Doença Inflamatória Intestinal, Dietética e Nutrição, Psicologia, Enfermagem.

 

Hospital de Dia

 

 

Equipas de Urgência

UCIGE 24/24 horas

Gastrenterologia e Hepatologia 24/24 horas

Bip de Apoio ao Banco e Hospital, 9-14 horas

Endoscopia pediátrica

Urgência Metropolitana de Lisboa

 

Contatos Internacionais

Brasil, Angola, Moçambique, EUA, Cabo Verde.

 

Ordem dos Médicos

O Serviço tem idoneidade para a formação em Gastrenterologia, para a formação na subespecialidade de Hepatologia.

Elementos do Serviço integram o Colégio da Especialidade de Gastrenterologia da Ordem dos Médicos (Luís Correia), a competência em Adictologia Clínica (Rui Tato Marinho), Gabinete Nacional de Apoio ao Médico (Nídia Zózimo).

 

 

Documentos

Estatísticas 1º Semestre 2018

Cirrose e Cancro do Fígado em Portugal

Encefalopatia Hepática

O Aparelho Digestivo

Cancro do Pâncreas

Cancro do Cólon e Recto em Portugal

 

Preparações para Exames

Preparação para Colonoscopia com Citrafleet (exame marcado para o período da manhã)

Preparação para Colonoscopia com Citrafleet (exame marcado para o período da manhã com anestesia)

Preparação para Colonoscopia com Citrafleet (exame marcado para o período da tarde)

Preparação para Colonoscopia com Endofalk (exame marcado para o período da manhã)

Preparação para Colonoscopia com Endofalk (exame marcado para o período da manhã com anestesia)

Preparação para Colonoscopia com Endofalk (exame marcado para o período da tarde)

Preparação para Colonoscopia com Klean-Prep (exame marcado para o período da manhã)

Preparação para Colonoscopia com Klean-Prep (exame marcado para o período da manhã com anestesia)

Preparação para Colonoscopia com Klean-Prep (exame marcado para o período da tarde)

Preparação para Colonoscopia com Moviprep (exame marcado para o período da manhã)

Preparação para Colonoscopia com Moviprep (exame marcado para o período da manhã com anestesia)

Preparação para Colonoscopia com Moviprep (exame marcado para o período da tarde)

Preparação para Colonoscopia com Plenvu (exame marcado para o período da manhã)

Preparação para Colonoscopia com Plenvu (exame marcado para o período da manhã com anestesia)

Preparação para Colonoscopia com Plenvu (exame marcado para o período da tarde)

Preparação para Colonoscopia com Eziclen (exame marcado para o período da manhã)

Preparação para Colonoscopia com Eziclen (exame marcado para o período da manhã com anestesia)

Preparação para Colonoscopia com Eziclen (exame marcado para o período da tarde)

 

Consentimentos Informados

Cápsula Endoscópica

Colonoscopia

Colangiopancreatografia Retrógrada Endoscópica

Endoscopia Alta com ou sem Sedação

Enteroscopia de Duplo Balão

Gastrostomia Percutânea Endoscópica

Laqueação Elástica de Varizes

Proctologia